Banco Baque


Banco

O banco Baque surge da adaptação dos princípios de afinação de instrumentos musicais de percussão utilizados nas manifestações culturais brasileiras.

Como nos tambores, a alfaia de maracatu em particular, as cordas são elementos fundamentais para manter o banco estável e coeso, pois é através da tensão produzida pela amarração que as três partes que compõe a peça se mantém unidas.

Material

Madeira maciça
Corda

Recomendação

Uso Interno

image
image
image

“Durante um certo período fiquei muito curioso sobre como partes destacadas entre si se mantêm unidas através do uso da tração, fornecendo equílibrio e união para uma peça sólida. Nesta mesma época estive um pouco mais envolvido nos meus constantes estudos sobre cultura brasileira, que incluiu a oportunidade de tocar em um grupo aberto de maracatu.

Não sei ao certo qual interesse influenciou o outro, mas a confluência dos dois me fez perceber que uma alfaia só existe e reverbera quando as partes que a compõe são mantidas juntas pela tração que as cordas que as une exercem. Além disso, tomei consciência de que cada amarração está tão embebida em história que cada passada de corda, cada “nó” que é feito, conta casos sobre pessoas de quase 200 anos.São histórias de resistência, tradição e manutenção de uma cultura que por pouco não se extinguiu.

É com este respeito que a cada amarração feita por mim, um banco Baque já nasce com muita história e pronto para ajudar a construir a sua.”

Cadu Silva
image
image
image
OPÇÕES
Madeira Jequitibá
Corda Amarela
Corda Azul
Corda Branca
Corda Laranja
Corda Preta
Corda Verde
Dimensões
Menor Maior
Altura: 35 cm Altura: 45 cm
Largura: 50 cm Largura: 50 cm